Saudações,

Testei o Spider CPM, e pude ver que será ótimo poder usar as funções que vieram
disponíveis, Não há a função de incluir recurso diretamente na forma de equipes como numa composição
convencional Mas faz-se o controle das horas tranquilamente.

Com o Spider 200 já era bom, sem limites de atividades esta show. e do meu ponto de vista não precisa de um monte de planilha de apoio como E.A.P. em Excel, exportação o tempo todo como no caso do primaveraP¨6, Não contem os grandes erros do “Ms-fraquinho-project” que não serve para
nada além de barras coloridas.

resumindo vale a pena conferir pessoal.
essa é minha opinião.

Ao Spider.

Paulo Cabral Júnior
Planejamento Controle e Medição Sênior.
Eletromecânica e construção em geral.
MS-P, Primavera e SpiderProject.
ID Skype: paulocabraljunior
+55 21 8248 7177
+55 64 9624 8080


Peter Mello Responde:
– o que o Spider CPM trará de mudanças ?

Paulo,

Grato pelo imediato feed-back! Espero ver exercícios e exemplos seus abertos à
comunidade e poderemos assim criar um repositório de modelos e utilidades para o
dia-a-dia de projetos.

Sim, o Spider CPM não traz a tabela “Recursos” e nem “Materiais” presentes no
Spider Professional e por isso não faz o nivelamento de recursos, seguindo assim
somente a lógica do Critical Path Method onde o que importa é a sequência
determinada entre atividades.

No entanto, considerando que o MS-Project não faz distinção entre material e
pessoas (materiais são consumíveis) e também não faz um nivelamento que sirva
para muita coisa, tenho a certeza do que o que se faz em 9 de cada 10
cronogramas MSP nós faremos também no Spider com uma mão nas costas.

Faremos até mesmo HISTOGRAMA DE RECURSOS, mesmo sem a tabela de recursos!

Sabe como? O Spider permite a criação de tantos campos do usuário quanto
desejarmos e por isso posso criar campos para armazenar a quantidade do recurso
A, recurso B e assim por diante e colocar estas quantidades atribuídas a cada
atividade, gerando depois um relatório de HH ou Unidades por dia de projeto. Até
mesmo gráfico de sobrecarga de recurso eu poderei fazer com estes campos livres
do SCPM.

Mais interessante ainda: Suponha que eu crie um campo chamado TRATORES
DISPONIVEIS para uma atividade qualquer e outro camo chamado PRODUCAO POR TRATOR
e depois um outro campo que eu diga a PRODUCAO DESEJADA .

Colocado estes parâmetros, posso determinar que a duração da atividade é a
PRODUCAO DESEJADA dividido por (PRODUCAO POR TRATOR x TRATORES DISPONIVEIS).

Assim, se quero produzir 1000 metros de supressão vegetal por dia e tenho 2
tratores para aquela atividade e cada trator suprime 50 metros por dia, eu
tenho:

Duracao = 1000 / (50 x 2) = 10 dias

PRONTO! Já tenho o cronograma com a atividade planejada em função da
disponibilidade dos tratores atribuídos àquela atividade em específico. Se eu
colocar outras atividades concorrentes que também usam tratores, posso então
gerar um histograma por atividade, dividido em dias e saber qual é o pico de
tratores que precisarei em uma data específica.

Tá, não é tão prático como ter a tabela de tratores e é algo que posso fazer
também no Excel… Mas no Excel eu consigo fazer a MONITORAÇÃO diária desta
atividade guardando o histórico de medição dia a dia e com isso gerando curvas
de produtividade diária, curva-s, tendências, produção média, custo variante por
conta de situação em obra, amarração com dias de chuva, relatório detalhado de
problemas em campo (equipamentos quebrados, local impossibilitado por chuavas e
etc)? Sim… Podemos, mas não com alguns recursos pré-formatados existentes em
uma ferramenta desenvolvida para a gestão do tempo!

Peter Mello